Óleos essenciais e Aromaterapia

Óleos essenciais e Aromaterapia>>

O que é Aromaterapia?

Primeiramente, é  uma arte que utiliza óleos essenciais (aromas puros, vivos, vegetais e naturais). Esses visam para promover saúde e bem-estar à totalidade do indivíduo (corpo, mente e espírito).

Ademais, também promovem o processo de cura.

O que são óleos essenciais?

Em síntese, são substâncias líquidas e voláteis, produzidas pelo metabolismo secundário das plantas aromáticas.

Igualmente, são compostos por moléculas de carbono, oxigênio e hidrogênio e menos frequentemente por nitrogênio e enxofre.

Todavia, são estocados em células encontradas nas folhas, tronco, galhos, pétalas das flores, raízes e sementes.

No reino vegetal servem fundamentalmente, para auxiliar a planta a se RELACIONAR.

O óleo essencial é o VERBO do vegetal.

Óleos essenciais e Aromaterapia

Onde são encontrados os óleos essenciais e suas funções?

Os óleos essenciais encontram-se na forma de pequenas gotas entre as células vegetais, conquanto, agem como hormônios, reguladores e catalisadores.

Seu papel é ajudar a planta a se adaptar ao meio ambiente e por isso, sua produção aumenta em situações de estresse.

Essa é uma das razões por que ao longo dos milênios as ervas medicinais vieram desenvolvendo seus óleos aromáticos. Acima de tudo, devido às dificuldades e desafios que tiveram que enfrentarç

Essas dificuldades, portanto, levaram-nas a desenvolver meios de defesa contra insetos e pragas,  ou ainda, para suportar longas estações de frio ou de calor.

Em climas muito quentes, como no deserto do Saara, algumas plantas usam os óleos essenciais para se proteger do sol.

Os arbustos de mirra e o líbano são envoltos por uma nuvem muito tênue de óleos essenciais que filtra os raios do sol e refresca o ar ao redor da planta.

Óleos essenciais e Aromaterapia – proteção das plantas

Os óleos essenciais protegem a planta de doenças e parasitas e atraem certos insetos que fazem a polinização.

Às vezes, chegam a funcionar como combatentes naturais de ervas daninhas, criando um território ao redor das raízes da planta onde outras plantas não conseguem crescer.

Agricultores que usam métodos orgânicos e biodinâmicos sabem como tirar proveito desse fenômeno: certas plantas têm efeitos dinâmicos ou repressores no crescimento de outras.

Os óleos essenciais também têm uma função termorreguladora para plantas que nascem em locais extremamente quentes como desertos e que poderiam ter suas folhas queimadas pelo intenso calor do sol, esse é o caso do eucalipto na Austrália.

Óleos essenciais e Aromaterapia – Como os aromas nos influenciam?

Os nervos olfativos terminam numa região do cérebro que não usa o mesmo tipo de lógica dos nossos centros do intelecto.

Embora os odores formem um tipo de sistema de comunicação, não podem constituir uma linguagem, pois funcionam por associações e imagens e não são analíticos.

Esta área é chamada de sistema límbico.

O sistema límbico envolve uma área do nosso cérebro, relacionada com a nossa memória e os instintos mais primários de sobrevivência que herdamos do reino animal como: fome, sede, sexo, defesa.

Os cheiros agem justamente nesta área, estimulando reações comportamentais positivas ou negativas, podendo com isso auxiliar a trabalhar traumas, distúrbios de personalidade e alterações comportamentais.



Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *