Em busca de mim mesmo

Em busca de mim mesmo>> Com a prática de Yoga aprendi que o meu maior alicerce – minha base seria em cima dos meus próprios pés.
Antes de mais nada, deveria repensar, rever todos os hábitos e atitudes pessoais do meu dia a dia.
Desde que nascemos, imitamos, nos acostumamos com os hábitos e rotinas da nossa família, amigos, colegas e local aonde vivemos.
Portanto, durante anos – esses gostos impostos vão penetrando e parecem que nasceram, que são nossos realmente.
Em momento algum questionamos e muitas vezes, nem mesmo experimentamos novas “receitas”.

Em busca de mim mesmo e o que não fazemos

A saber, continuamos por uma vida toda, naquela rotina que parece ser a melhor para mim.

Perguntas que não me faço

Será isso mesmo?
Eu gosto do que como?
Do ritmo da vida que levo?
Do lugar que moro?

Tanto as coisas mais simples quanto as mais complexas devem ser revistas e repensadas em prol da minha saúde física, mental e espiritual.
Assim como no decorrer da vida eu mudo constantemente, a vida deveria seguir um fluxo de modificações e adequações para gerar minha saúde.

Em busca de mim mesmo e a necessidade de ousar

Quem nunca saiu de férias e se vestiu diferente, novo estilo de cabelo, experimentou comidas exóticas e outras tantas coisas.
Também de outra forma fazemos isso quando optamos por morar em lugares distantes das nossas raízes.
Portanto, nos libertamos para experimentar.
Parece que precisamos de uma desculpa, um incentivo para trazer o novo e abrir mão de hábitos e costumes.
Mas, que novo é esse?
É apenas eu me sentindo, me provando, percebendo o que eu gosto, o que me faz bem, me traz alegria.
E o que não faz nada disso.

Em busca de mim mesmo – E o que isso tem a ver com Ayurveda não é mesmo?

Antes de mais nada, o Ayurveda como qualquer outro ensinamento Védico, é a busca por auto-conhecimento.
Para poder aplicá-lo é necessário começar a me “olhar de frente”, assim como sentir através dos 5 sentidos o mundo ao redor.
Ademais, perceber as reações que o cheiro da manhã ou o aroma do entardecer de um dia de verão me traz, que emoção ele gera; ou o sabor de um doce caseiro; ou a música que toca e faz o meu corpo balançar; a falta do abraço e tudo mais.
Olhar no espelho e me ver é despertar a consciência de quem realmente sou, de como atuo no mundo e como esse mundo me influencia.

Entender que todas as minhas escolhas são importantes para a minha saúde

Perceber-me, sentir, me ver realmente é o primeiro passo.
A rotina diária no ayurveda (Dinacharya) tem como um dos “passos” o tempo em que deveríamos ficar em Silêncio – quietos deixando o coração tranquilo, corpo parado e a mente o mais ociosa possível.

Em busca de mim mesmo – Um momento de parada, sem fazer nada.

Dessa forma, fazer apenas um grande “reboot” nessa nossa máquina, para que tudo se reorganize.
Com o propósito de que os “links” se restabeleçam e de forma organizada, objetiva voltem ao bom funcionamento.
O corpo, a mente e o espírito precisam desses momentos, se possível diários.

Comece aonde você está e dando um passo de cada vez

O que importa é que cada passo estou com menos sofrimento – mesmo sendo um esforço constante, em direção a mim mesmo.
As nossas raízes são muito importantes, somos as nossas origens, mas ao mesmo tempo somos muito mais.
Em síntese, podemos ir além sempre, em busca de nós mesmos.

“Aonde você apoiar a sua felicidade é aonde está o alicerce na sua vida.”
Cesar Deveza




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Karla Christina Lemos

Sou uma mulher de 48 anos, mãe de gêmeas, casada e realizada profissionalmente. Formada em Comunicação Social - Universidade Estácio de Sá, desenvolvi meu trabalho na área de Designer Gráfico durante anos. Com as revoluções da vida, sai em busca do autoconhecimento para cuidar dos males físicos e emocionais. Assim iniciei minha prática de Yoga e tempos depois o Curso de formação Dakshina Tantra Yoga - Método Paulo Murilo Rosas. Hoje estou como Professora de Yoga - Dakshina Tantra Yoga no Espaço Vatayana em Niterói. Surge então a necessidade de mais conhecimento para utilizar como ferramenta, cuidando de forma mais integral dos alunos, busquei o Ayurveda, fazendo o curso de pós-gradução no Instituto Naradeva Shala-SP. Mais prática, mais autoconhecimento. Uma buscadora de mim mesma

Um comentário em “Em busca de mim mesmo

  • novembro 10, 2018 em 2:27 pm
    Permalink

    Mestra,

    Mais um bom texto em que você se revela!

    Obrigado por me guiar e incentivar nos primeiros passos para o descobrimento de mim mesmo através do Yoga.

    Namastê!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *