Sufismo – um estado de ser

sufismo

Primordialmente, “sufismo” era um estado de consciência, sem nenhum nome.

Na época atual, “Sufismo é só um nome, sem nenhum estado”.

O nome `súfí’, é uma expressão derivada da palavra raba “puro”.

Portanto, a razão pela qual, os Sufis são conhecidos por esse nome, é ocasionada por seu mundo interior estar purificado.

Além de iluminado com tanto com a luz da “sabedoria”, como da unidade e da unicidade.

Entretanto, outro significado também existe para este apelativo.

Sobretudo, surge do fato de estarem espiritualmente conectados com os companheiros constantes do Profeta Muhammad(swas).

Tais companheiros eram denominados de “os companheiros da vestimenta de lã”.

Também é possível, que na época que ainda eram noviços, eles tenham usado essa mesma vestimenta.

Ela é denominada “suf” em árabe, e confeccionada com fio rústico de lã de ovelha.

Sobretudo, dizem, ter vivido toda uma vida com roupa velha e remendada.

Decerto, eles têm hábitos frugais, no que diz respeito ao comer, beber, assim como os demais prazeres desse mundo.

No livro chamado “al-Majma” se diz: `O que é apropriado para os ascéticos pois, é a mais ordinária e modesta vestimenta e modo de vida.’

Não obstante possam parecer pouco atraentes para as pessoas sofisticadas, sua sabedoria se manifesta através de sua gentileza e modos delicados, o que é atraente para aqueles que sabem.

Na realidade, eles são um exemplo para a humanidade.

Inegavelmente, seguem as prescrições divinas.

À vista de seu Senhor, estão em primeiro plano entre os humanos.

Analogamente, aos olhos daqueles que buscam ao seu Senhor, são belos apesar do exterior humilde.

Eles são distinguidos e distinguíveis, cada um deles e todos, porque estão nivelados na unidade e com a unicidade e devem parecer como uno.

O Objetivo do Sufismo

Para o Sufi, cada pessoa está dotada com as características divinas, que lhe foram outorgadas pelos Atributos de Deus.

Sem dúvidas, estas qualidades se mantêm num estado latente, até que são despertadas pela devoção.

O despertar da devoção, partindo de uma parte volitiva, é mais profundamente percebida como um crescimento do mesmo desejo de Deus de conhecer a Sí mesmo através de uma pessoa em particular.

Para o Sufismo, a finalidade da existência humana, só pode ser encontrada ao transformar-se no meio pelo qual Deus pode revelar-se a “Sí mesmo”.

Isso só é obtido através da felicidade que é outorgada pela adoração.

A união mística não é vista pela maioria dos Sufis, como objetivo em si mesmo, outrossim, como um meio pelo qual pode ser obtido um caráter estruturado, integrado e socialmente equilibrado.

Assim sendo, a pessoa que reúne essas condições é vista como um iluminado pela contínua presença de Deus.

De acordo com a tradição do profeta Muhammad (swas), a perfeição do Islam reside no IHSAN, que significa alcançar só o que é belo e bom.

Na linguagem do Corão, aquele que é agradável a Deus, é mais equilibrado e justo e isto por extensão reside na perfeição da própria moral e caráter.

Em síntese, o desenvolvimento do caráter é um dos principais objetivos do sufismo.

A Iluminação ou a “Realização da Essência Divina” integra a motivação pela realização pessoal.

com uma preocupação pelo social e com a sociedade, que imita o amor de Deus pela humanidade.
O propósito básico da existência da humanidade é ser dispensadora da Misericórdia de Deus (Rahman) neste mundo, e quem sabe, o mais importante ainda seja servir como veículo da contemplação de Deus em Si Mesmo, refletido na Sua Criação.

Desde que ouvi a palavra AMOR Tenho passado minha vida, meu coração, e meus olhos nesse caminho. Costumava pensar que o Amor e o Amado eram diferentes Agora já sei, que são o mesmo (Rumi).



Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Claudia Araujo

Aquário com Gêmeos, sou muitas e uma só. Por amar criar com as mãos, sou designer de biojóias e mantenho o site terrabrasillis.com, assim como pinto aquarelas e outras ¨manualidades¨. Por não me entender sem a busca do mundo interno do outro, sou astróloga com 4 anos e meio de formação em psicologia analítica sob a supervisão de José Raimundo Gomes no CBPJ – ISER e já mantive por anos o site Meio do Céu. Nessa nova etapa mantenho o site grupomeiodoceu.com. Dou consultas astrológicas e promovo grupos de estudo de Jung e Astrologia, presenciais e online. São várias vidas vividas numa única existência, mas minha verdadeira história começa aos 36 anos, e o que vivi antes ou minha formação acadêmica anterior, já nem lembro, foi de outra Claudia que se encerrou em 1988. Só sei que uso cotidianamente aquilo em que me tornei, e busco sempre não passar de raspão pelo mapa astrológico do outro. Mergulhar é preciso, e ajudar o outro a se transformar, algo imprescindível. Só o verdadeiro autoconhecimento pode gerar transformação. Não existe mágica, e essa autotransformação não ocorre via profissional, mas apenas através do real interesse do cliente em buscar reconhecer como se manifesta em sua vida cotidiana e qual seu potencial para a transformação. Todos somos mais do que aquilo que vivenciamos. A busca deve passar sempre pelo reconhecimento daquele eu desconhecido que em nós mesmos habita. A Astrologia é um facilitador nessa busca porque nela estão contidos tanto nossos aspectos luz quanto sombra. Ela resolve nossos problemas? A resposta é não. Ela apenas orienta no sentido do reconhecimento de nossa totalidade. A busca é do cliente. A leitura é do astrólogo, mas só o cliente poderá encontrar o caminho de sua totalidade e crescimento responsável. websites : www.terrabrasillis.com e www.grupomeiodoceu.com Fale com Claudia direto no Whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *