Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário

Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário

tradução literal de Raul V. Martinez (1988)

Ofertada ao site Meio do Céu – Claudia Araujo para auxiliar os leitores no estudo astrológico

Janduz – Les 360 Degres Du Zodiaque Symbolises Par L’image editions Niclaus, Paris 1939
K. Hitschler – Pouvoirs Secrets des Mots et des Symboles editions de la BaconniŠre, Neuchatel (Suisse) 1968 –

Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário
Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário

AQ 01. Duas espadas cruzadas, unidas ao meio por uma coroa de louros; no solo duas máscaras de esgrima.

ou – Um homem segurando com cada mão uma ave.

AQ 02. Diante de sua mesa de trabalho, um homem está sentado, e sobre suas mãos pousadas na mesa estão duas aves que ele olha com amizade. Ao lado, um registro, no qual figuram algumas anotações e, mais longe, um compasso, uma roda dentada e uma ampulheta.

ou – Um homem segurando sua cabeça com as duas mãos.

AQ 03. Uma mulher está sentada perto de uma casa em ruínas, parecendo sentir imensa dor, enquanto que um homem, seu companheiro, acaba de se por em pé, apoiado em um sólido bastão, corajoso e caminhando para uma claridade no fim do caminho.

ou – Um homem inclinando a cabeça em sua mão.

AQ 04. Um homem de bela presença, sobe os degraus de uma escada de um palácio, enquanto no pátio um cavaleiro de idade madura se prepara para partir, segurando diante dele um pequeno cofre cuidadosamente fechado.

ou – Um homem a cavalo, levando diante dele um pequeno cofre fechado.

AQ 05. Uma mulher nua, coroada de flores, contempla sua imagem refletida em um espelho d’água; em torno dela, esparsos, pincéis, uma paleta e diversas ferramentas de escultor.
ou – Uma mulher seguida por um homem.

AQ 06. Da extremidade de uma pradaria um arqueiro retesa seu arco para lançar sua flecha, se dirá, no Sol! A pradaria está seca e chamas curtas e ligeiras a percorrem em todos os sentidos até aos pés do arqueiro que parece não as ver.

ou – Um homem jogando com varetas.

AQ 07. Um homem de postura enérgica, tendo tirado sua espada da bainha traspassa um alvo feito de uma boneca mole que, dilacerada, deixa cair o farelo de que e’ feita.

ou – Um gladio fora da bainha, e colocado em terra.

AQ 08. Um leão, sentado em uma arena aberta, olha altivamente um homem avançar se aproximando dele, trazendo em uma mão uma cabeça de carneiro e na outra uma forte corrente.

ou – Um homem trazendo uma corrente em sua mão aberta.

AQ 09. Sob o fogo dos relâmpagos que passam sobre um enorme rochedo e que parece parti-lo em dois, um homem carrega um outro sobre seus ombros.

ou – Um homem que levanta um outro.

AQ 10. Um homem caminha, mas um artífice do desenho faz parecer a cabeça e uma mão como que separadas do corpo.

ou – Um homem sem cabeça.

Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário

AQ 11. Cavaleiros armados avançam, e dois entre eles, ficam um pouco atrás, fazendo ataque como em um torneio.

ou – Um homem armado, sem cabeça.

AQ 12. Um touro se atira a toda velocidade sobre um outro que pasta tranqüilamente na borda de um precipício, mas que o tendo visto vir recebe o choque sem tropeçar, sobre sua testa chifruda.

ou – Um homem armado batendo um rei.

AQ 13. Um leão em cólera, contra as barras de sua jaula.

ou – Tropa de cavaleiros armados.

AQ 14. Uma ponte quebrada em cima de uma torrente que rola águas tumultuosas e, na margem, como que para atravessa-la, um homem tem na mão um de seus pés cortado.

ou – Um homem segurando na mão um de seus pés cortado.

AQ 15. Uma forja acesa; um homem saindo tendo uma tocha que lança uma bela chama.

ou – Dois homens montados em um unicórnio.

AQ 16. Um belo navio, velas defraudadas, se afasta sobre um mar sereno, clareado pelo Sol nascente; na praia, dois homens montados sobre animais fantásticos, unicórnio, delfim ou cavalo marinho, olham o navio partindo.

ou – Um homem tendo uma tocha.

AQ 17. Um homem está recostado sobre uma cadeira de descanso diante de sua casa. Pessoas vão e vem em um campo, uma mulher estende a roupa branca e uma criança o observa com ar inquieto.

ou – Uma mulher doente deitada em um leito.

AQ 18. Em um campo solitário, uma árvore se levanta, tendo uma coruja empoleirada: sob a árvore, uma mulher de menor categoria possível esta sentada, fechando sua capa em torno do corpo, e seu capuz em torno do pescoço.

ou – Uma coruja empoleirada.

AQ 19. Sobre o mar encapelado, um barco desamparado, ao qual se agarra, por uma mão, um homem, a cabeça ainda fora d’água, e tendo a outra mão em gesto de supremo apelo a um homem que se aproxima correndo. Sobre a praia, um asno parece tentar ler uma inscrição gravada em grandes letras sobre uma pedra tombada.
ou – Um homem decapitado, levando sua cabeça na mão.

AQ 20. Um homem vestido como deputado do terceiro-estado tem bem aberto um jornal que trás em manchete: “Os Direitos do Homem”, enquanto à direita se vê um padre pregando em público.

ou – Uma mulher decrépita, curvada sobre um bastão.

Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário

AQ 21. Uma grande tartaruga e um camelo caminham juntos em uma paisagem desértica, e mais longe, adiante, se vê o camelo deitado deixando a tartaruga subir sobre o seu dorso para se repousar ou para concluir o resto do caminho.

ou – Um homem deitado na terra, de costas.

AQ 22. Um touro furioso pisoteia um cão que acaba de estripar e, a alguma distancia, um homem se inclina sobre um cadáver … sua vitima? … ou um tema de estudos? …

ou – Um homem cortando com um machado os pés e as mãos de um outro homem.

AQ 23. Uma atrelagem de cães, como se vê no norte, puxa galhardamente sua carga de potes de leite. E a borda do rio uma família de castores se movimenta na construção de sua pequena cidade.

ou – Dois cães correndo de frente.

AQ 24. Um homem, fraco e elegante, esta sentado despreocupadamente em um galho de uma árvore baixa, tendo um livro aberto na mão; mas ele parece sonhar mais do que LE, olhando um lírio selvagem cuja haste pende, mas que não esta completamente quebrada.

ou – Um homem chorando e enxugando os olhos com as costas da mão.

AQ 25. Um homem de olhar sombrio, uma expressão de raiva furiosa em todo o corpo, bate os pés agitando um punhal; sua fronte esta golpeada por um rastro de sangue. Ele vira as costas para uma grande construção triste, (prisão ou asilo), onde todas as janelas tem barras e onde uma mão entreabre a pesada porta.

ou – Um homem manejando um dardo.

AQ 26. Um homem, os olhos vendados, caminha por uma fenda escancarada sob seus passos; do outro lado vem a ele um outro homem aureolado de luz.

ou – Uma cascata tombando de um rochedo.

AQ 27. Uma casa principesca sob um fundo de parque fechado por altas muralhas, mas cujo portão de entrada está totalmente aberto, dando a impressão de boa acolhida.

ou – Uma casa rodeada por cercas.

AQ 28. Um homem em pé, em trajes de noite, leva uma taça aos seus lábios; sobre a mesa, garrafas, cartas de jogar, dados, etc.

ou – Um homem bebendo em uma taça.

AQ 29. Sob uma árvore, um homem esta adormecido sobre um monte de feno, enquanto se vê ao longe os camponeses ao trabalho; o homem vê em sonho as provisões acumuladas: aves domesticas, cacas, salsicharia, etc., mas não se da conta que um ladrão lhe esvazia os bolsos.

ou – Um homem a cavalo, manejando um gladio.

AQ 30. Sobre um trono, um cetro e um globo estão pousados; um homem coroado e envolvido com um manto de arminho caminha para tomar posse deles.

ou – Um rei, coroa na cabeça, sentado em seu trono.

Graus Simbólicos – Janduz – Os 30 graus de Aquário




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

MeiodoCeu

material originário do antigo site Meio do Céu - Claudia Araujo, hoje denominado Grupo Meio do Céu - Claudia Araujo e composto por diversos novos colunistas. Essa é uma maneira de preservar o material do antigo site, assim como homenagear aqueles que não mais escrevem no site e/ou não mais estão entre nós nesse plano da existência. Claudia Araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *