Aprofundamento da Sacerdotisa – Tarot Mitológico

Aprofundamento da Sacerdotisa

Sentimento, não ação, incubação, intuição, são palavras chaves para a introdução deste aprofundamento.

Ela não precisa agir, porque ela já é.

Na Astrologia Ela está associada à Lua, que representa o princípio de tudo, sem dúvida, as bases.

O bebê ao nascer não tem consciência de quem é, e portanto não possui ego (sol). Entretanto, a Lua já está presente em suas sensações e necessidades corporais.

A primeira manifestação lunar então reflete nossas necessidades básicas tanto de segurança quanto sobrevivência.

A Lua é a Mãe Terra dentro de nós. Como no seio da Mãe Terra, habitam em nosso interior muitas feras, além de tesouros e oportunidades.

Muitas Deusas são associadas à Lua. Seres com simbologias variadas, que vão tanto do do bem ao mal, quanto do claro ao escuro, da criação à morte.

Deusas ambíguas e mutáveis como a própria Lua.

Muito cultuada como Ártemis, a Senhora das feras. Hécate a Deusa do Submundo. Cibele a Mãe de Todos.

Entre os símbolos destas Deusas encontramos as leoas. Seres lunares (não possuem juba), entretanto, caçadoras poderosas e matriarcas bastante temidas.

Os Lobos também são da sua esfera. Criaturas da noite, assim como o mito do Lobisomem, que também pertence à Lua.

O Lobisomem aparece quando a Lua está cheia.

Ele é um estado de possessão por uma força bestial que se volta com fúria contra aqueles de quem a pessoa depende emocionalmente.

O Lobisomem só pode ser destruído por uma bala de prata.

A prata é o metal associado à Lua, ou seja, apenas a natureza é capaz de “domesticar” ou submeter o instinto.

O Ser Humano possui em si, através da Lua, tanto a Bela como a Fera, se renegar à Fera provavelmente ela se rebelará em uma bela noite de Lua Cheia….

Sendo assim, não renegue seus poderes psíquicos, seus instintos, sua intuição, seu poder interior, para que isso não se volte contra você mesmo de diversificadas maneiras.

A Iniciativa para a Vida está dentro da Lua.

Na Mitologia Grega temos Perséfone associada à sacerdotisa.

Perséfone é o próprio espelho da Deusa, a filha amada de Deméter.

Perséfone é a Rainha das Trevas, Guardiã dos Segredos dos mortos ( daquilo que não conhecemos, daquilo que se apresenta como mistério para nós).

Do mito, nos interessa especialmente o fato de Perséfone habitar tanto o mundo superior quanto o inferior. Analogamente poderosa nos dois mundos.

Ela ela é a depositária da sabedoria Oculta, encarnando em si o princípio yin do universo, representa o lado feminino, de conservação e recepção.

Personifica o ideal de condição lunar: sem mente, sem ação, sem projeções do futuro ou ancoramentos do passado .Profundamente conectada ao seu interior, podendo levar a Luz ao Mundo.

Invertida:

Amarras, repressão do feminino, da sua energia instintual, falta de percepção de si mesma, do seu poder interior, suscetível à energias que sugam seu potencial impedindo seu progresso interno, seu contato com situações e pessoas e permitam a evolução do seu Eu Interior.

Cuidado com ilusões e distorções.




Outros artigos interessantes deste mesmo autor:

Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Carla Antonialli

Sou professora efetiva no rede Estadual de Ensino do Estado de São paulo, formada em letras, licenciatura plena em Língua Portuguesa e Língua Inglesa, com segunda graduação em Pedagogia. Estudiosa dos assuntos místicos e Holísticos desde 1997, taróloga, astróloga , reikiana nível III Os tarôs que trabalho são : Mitológico e Xamânico Whatsapp 55 19 98161-0407

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *