DIFICULDADES DO INTROVERTIDO SETE

DIFICULDADES DO INTROVERTIDO SETE

A base de sua história está em si mesmo e sua mente.

Seus pés o encaminham não mais para a família ou a sociedade, mas para suas entranhas e autoconhecimento.

No mais, apenas observa.

O campo de atuação fica entre as descobertas através de estudos, pesquisas e especialidades.

Inclui ainda, como “pano de fundo”, cursos e aprimoramento sobre assuntos ocultos, metafísicos, religiosos e filosóficos.

Outros se dedicam exclusivamente a estas matérias, seja ensinando ou como profissionais holísticos e seguindo a carreira religiosa.

Sete é o solitário:

“é o único número entre os primeiros dez que não é múltiplo nem divisor de qualquer outro número” de Johann Heys em seu livro “O que é numerologia”, Ed. Nova Era pg. 67.

Solitário também é quem o possui. Ele precisa dessa solidão, precisa de silencio e tempo para conversar consigo mesmo.

Não o ponha para trabalhar em grupo, fazer uma parceria, um projeto cooperativo que não vai funcionar.

É complicado para ele receber ordens ou ter a atividade gerenciada.

DESAFIO:

Tenho lido em algumas obras de estudo que este é o pior dos desafios. Até pode ser.

Imagina você ter dificuldade de encontrar-se consigo mesmo, descobrir quem é.

Ter que encarar seus conflitos internos junto com a dificuldade para se expressar, falar, gritar o que está carregando consigo mesmo.

Ora, uma de suas particularidades já é evitar falar de si, imagina na posição de desafio.

Aparenta calma, tranquilidade, certo ar de superioridade, mas tem uma vida interior intensa e, portanto, acumula pensamentos.

Cria estórias a partir de pequenas situações, discrimina e critica.

Como não verbaliza acumula dor.

Até que um dia, por um nada aparente, explode.

Outro aspecto é ter comiseração pela falta de conhecimento da pessoa sobre algum assunto. Aí, “nem se dá ao trabalho de explicar” ou ter paciência.

Conclusão

Esta é uma energia que costuma discriminar pessoas de acordo com seu grau de conhecimento e intelectualidade.

E com isso, cria inimizades ou nem as faz.E, a melancolia, tristeza e depressão podem facilmente dominar este espírito.

Com isso chega a insegurança.

Por mais díspare que possa parecer, pelo que discorremos de sua característica, fica a incerteza de que está fazendo um bom trabalho ou sendo produtivo.

Nesta posição, o sete dificulta o sucesso financeiro. Não falta, mas não há em excesso.

Aqui também vamos encontrar uma particularidade muito estranha.

A tendência é sempre de adiar o que tem a fazer, sendo necessário um esforço ou estímulo bem forte para agir, mesmo envolvendo ganhos financeiros e ainda que necessários.

Ora, a mente do sete é seu movimento principal.

É o instrumento que o permite interiorizar, pensar com profundidade, pormenorizar e visualizar cada situação claramente.

No momento em que esta mente constrói a historia, mantém o segmento e chega a uma conclusão, ao final do processo ela se satisfaz.

A coisa funciona mentalmente. A satisfação interna funciona como se a ideia inicial, concluída, também tivesse sido manifestada.

Então, deixa ficar.

Só que não pode ser tocada porque não existe e o sete acha então que nada se resolve, a vida não anda, se perde nos pensamentos, repete a ideia, se frustra, e se deprime.




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Selene Ashat

Parapsicologa, Método Pedro Medeiros – 1999 Numerologia Transpessoal (autodidata) Numerologia Chinesa, Yue Shu Ming Li Cromoterapeuta – com Vitoria Dora, Univ. Estácio de Sá e Escola Cromopatista Maria da Penha. - Moção de reconhecimento por serviços prestados à comunidade como cromoterapeuta pela Câmara Municipal do RJ. Mestrado REIKI na Fundação Universal Luz do Raio Dourado- 2000 Feng Shui Tradicional – Escolas Ba-Zhai , Forma, e Estrela Voadora com formação na Sociedade Taoísta do Brasil, RJ e na Sociedade Brasileira Latino Americana de Feng Shui. Selene Ramos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *