Aspectos Astrológicos III – A oposição

Aspectos Astrológicos III – A oposição>> Sempre que falamos em oposição seja ao que for, estaremos nos referindo à falta de cooperação.

Como haver cooperação entre duas posições antagônicas?

As oposições nos jogam ora para um lado, ora para outro e caso não estejamos atentos, acabaremos em total desarmonia.

-Isso tem solução?

Sim, os desafios se nos apresentam como tais para que aprendamos a superá-los e encontrarmos o meio termo.

Portanto, para que essas energias se harmonizem, é necessário que nos mantenhamos conscientes delas.

Elas funcionam como de cabo de guerra onde uma ponta puxa para um lado, entretanto, a outra puxa para o outro.

Aspectos Astrológicos III – A oposição

Nos aspectos de oposição, não raro projetamos um dos lados num outro externo a nós mesmos.

Nos esquecemos de que aquilo pertence unicamente a nós.

Portanto, podemos associá-la à sétima casa astrológica.

Se compararmos com a quadratura, ela é mais fácil.

Só que, embora essa saída fácil via projeção alivie, ela não soluciona o problema.

Quando não temos consciência dela, nos sentimos aliviados por nos isentarmos da culpa por nossos erros e autoenganos, mas não evoluímos em nada, apenas encontramos alguém em direção a quem apontarmos o dedo.

A fim de ilustrar, podemos citar o exemplo de alguém que tenha Vênus na casa 1 e Urano na casa 7, Vênus em oposição a Urano.

Decerto, essa sedutora criatura, gosta de exercitar o amor, assim como o romance e o flerte.

Entretanto, acusa de ser sempre abandonada de uma hora para outra.

Assim sendo, muita vezes, também reclama que seus parceiros não sabem viver um relacionamento estável. Muitas vezes são distantes e frios.

Isso é bastante comum encontrar em clientes com essa oposição.

Aspectos Astrológicos III – As perguntas que não querem calar

Até que ponto ela se entrega a esse relacionamento?

Quantas vezes se esquece de que existe alguém lhe esperando e deixa de avisar que não chegará cedo?

Com toda a certeza, essa pessoa acaba achando que dar satisfações ao outro é aprisionar-se.

Ela saberá a medida certa entre manter a sua individualidade e o exercício de um relacionamento estável e de verdadeira parceria?

Seguramente, se for inconsciente de que o Urano de casa 7 é dela, vai jurar de pés juntos de que faz de tudo pela manutenção dessa relação, contudo, não dá sorte com seus parceiros.

Enquanto não entender que embora mantendo sua individualidade tem um projeto em comum com o outro, viverá uma sucessão de rompimentos.

Estou citando o exemplo de Urano, assim como poderia estar citando qualquer outro planeta transpessoal.

A tendência será sempre de que a pessoa se identifique com o planeta pessoal, e projete o transpessoal naquele outro, que não é nada mais nada menos do que ele mesmo.

Aspectos Astrológicos I http://www.grupomeiodoceu.com/internas/2018/09/27/aspectos-astrologicos-l/

Aspectos Astrológicos II http://www.grupomeiodoceu.com/internas/2018/09/28/aspectos-astrologicos-li/

Aspectos Astrológicos IV http://www.grupomeiodoceu.com/internas/2018/10/04/aspectos-astrologicos-iv-voce-tem-quincunces/

Aspectos Astrológicos V http://www.grupomeiodoceu.com/internas/2018/10/14/aspectos-astrologicos-v-o-sextil/

Aspectos Astrológicos VI http://www.grupomeiodoceu.com/internas/2019/02/15/aspectos-astrologicos-vi-conjuncao/

Aspectos Astrológicos VII http://www.grupomeiodoceu.com/internas/2019/02/22/trigonos-aspectos-astrologicos-vii/




Outros artigos interessantes deste mesmo autor:

Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Claudia Araujo

Aquário com Gêmeos, sou muitas e uma só. Por amar criar com as mãos, sou designer de biojóias e mantenho o site terrabrasillis.com, assim como pinto aquarelas e outras ¨manualidades¨. Por não me entender sem a busca do mundo interno do outro, sou astróloga com 4 anos e meio de formação em psicologia analítica sob a supervisão de José Raimundo Gomes no CBPJ – ISER e já mantive por anos o site Meio do Céu. Nessa nova etapa mantenho o site grupomeiodoceu.com. Dou consultas astrológicas e promovo grupos de estudo de Jung e Astrologia, presenciais e online. São várias vidas vividas numa única existência, mas minha verdadeira história começa aos 36 anos, e o que vivi antes ou minha formação acadêmica anterior, já nem lembro, foi de outra Claudia que se encerrou em 1988. Só sei que uso cotidianamente aquilo em que me tornei, e busco sempre não passar de raspão pelo mapa astrológico do outro. Mergulhar é preciso, e ajudar o outro a se transformar, algo imprescindível. Só o verdadeiro autoconhecimento pode gerar transformação. Não existe mágica, e essa autotransformação não ocorre via profissional, mas apenas através do real interesse do cliente em buscar reconhecer como se manifesta em sua vida cotidiana e qual seu potencial para a transformação. Todos somos mais do que aquilo que vivenciamos. A busca deve passar sempre pelo reconhecimento daquele eu desconhecido que em nós mesmos habita. A Astrologia é um facilitador nessa busca porque nela estão contidos tanto nossos aspectos luz quanto sombra. Ela resolve nossos problemas? A resposta é não. Ela apenas orienta no sentido do reconhecimento de nossa totalidade. A busca é do cliente. A leitura é do astrólogo, mas só o cliente poderá encontrar o caminho de sua totalidade e crescimento responsável. websites : www.terrabrasillis.com e www.grupomeiodoceu.com Fale com Claudia direto no Whatsapp

Um comentário em “Aspectos Astrológicos III – A oposição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *