Art Mater Primordial e Lilith II

Art Mater Primordial e Lilith II

Algumas tradições, pouco consistentes de resto, como o romance da Bíblia, afirmam que Eva não foi a primeira 1mulher da criação.

O símbolo degenerado da serpente, apesar de tudo identificável ao seu papel de tentadora, acompanha a história da queda de Adão e Eva no paraíso terrestre.

Essa serpente era o demônio.

Que, de fato, trouxe o conhecimento à humanidade logo que apresentou a maçã a Eva.

A não ser que tivesse sido a uma concubina.

Porque não se sabe muito bem quem foi a primeira mulher do primeiro homem.

Uma velha lenda talmúdica, bastante não ortodoxa, segundo a Enciclopédia, dá duas mulheres a Adão: Eva e Lilith.

Quando Adão foi expulso do paraíso terrestre, abandonou a mulher que ouvira as propostas da Serpente e o incitara a morder a maçã.
[– No Dicionário de Bayle diz-se que Eva, mal foi criada, perdeu logo a virgindade.

E a Serpente aproveitou-se disso para a tentar.

Num momento em que Adão adormecera para repousar das fadigas conjugais.

Outros exegetas são de opinião que Adão, depois do pecado, foi excomungado durante cento e cinqüenta anos.

E que passou com uma mulher feita como ele de lodo.

Chamava-se Lília ou Lilith. –]

Essa mulher era Eva,

que, depois de ter relações sexuais com Satan, deu à luz a duas crianças: Abel e Caim.

Segundo outra lenda ainda outra menina de nome oculto pela Tradição, por motivos justos.

No Talmud, lê-se que o principal daimon-fêmea era Lilith, representada com uma longa cabeleira:
muito bela, excitava não só os homens como também as mulheres para jogos de amor e de volúpia.

É a ela que o Iniciado em Magia Cerimonial se dirige na Conjuração dos Sete:

«Não nos atormentes, Lilith, afasta-te ……………………………………………”.

Segundo o Sepher-Ah-Zoar, Lilith teria sido a verdadeira sedutora de Adão.

Enquanto Eva foi conquistada pelo belo Arcanjo da Escuridão Samael.

Dos amores mágicos de Lilith e de Adão teriam nascido os egrégores ou veladores, de que falam os manuscritos do mar Morto (o Tantra do Ocidente).

De qualquer modo, segundo estes comentadores, teríamos na origem da nossa árvore genealógica um antepassado que era o Demônio ou uma avó que era diaba!

Uma outra tradição faz de Lilith a criatura humana original anterior a Adão.

A quem teria posto no mundo ou vira nascer e de quem fora a primeira mulher, o que sugere um mito de Mater.

Teriam ambos sido modelados em argila vermelha recém-criada, com um especial esmero, por Lilith.

[– Os cabalistas deram o nome de Lilith a um pequeno astro escuro.

O qual foi muitas vezes observado pelos astrônomos Riccioli, Cassini, Alischer, etc.

Este astro seria o segundo satélite do nosso planeta e teria também o nome de Lilith, a Lua Negra –]

Uma tradição que se atribui aos pitagóricos faz de Lilith ou Vulcano, uma Antiterra que gira à volta do Sol.

Exatamente no sentido oposto da elipse, embora não seja possível vê-la.

Trata-se, é evidente, de uma lenda!

Flavio Lins




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

MeiodoCeu

material originário do antigo site Meio do Céu - Claudia Araujo, hoje denominado Grupo Meio do Céu - Claudia Araujo e composto por diversos novos colunistas. Essa é uma maneira de preservar o material do antigo site, assim como homenagear aqueles que não mais escrevem no site e/ou não mais estão entre nós nesse plano da existência. Claudia Araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *