Cartas da Semana – de 27/01 a 02/02/20

Cartas da Semana – de 27/01 a 02/02/20

O Imperador e o Ás de Espadas 

A Lua é nova e a vida também pode ser. O Imperador vem nos convidar ao movimento criador, ao movimento que constrói e materializa a vida que queremos – o movimento de construção do nosso império pessoal, com paciência e perseverança mas, sobretudo, com atitude. Nossas aspirações, projetos, sonhos, precisam sair da mente e ganhar corpo através da ação. É hora de investir no que queremos ter e ser. 

Nesta fase da Lua, o Imperador nos questiona sobre o que nutrimos: estamos nutrindo nossas forças? Com o quê? Estamos alimentando bem nossos sonhos?

Somos provedores daquilo que necessitamos para progredir com nossos planos e metas? 

O Imperador pede cautela para com a teimosia e a relutância em aceitar as mudanças e adaptações que sejam necessárias para prosseguir. Ele recomenda desenvolver flexibilidade e adaptabilidade pois, sem isso, tudo pode estagnar ou virar perda. Se dispor a aprender novas idéias e métodos e a revisar nossas motivações é fundamental. 

O Ás de Espadas é a carta do sucesso alcançado através da luta, do empenho, da conquista. Ele fala da solução de um problema ou entrave que existe há muito tempo, ou de uma batalha em que precisamos vencer a nós mesmos – e podemos! 

Ele pode referir-se a uma dieta muito rigorosa ou à tentativa de largar o cigarro ou de terminar um relacionamento destrutivo de longa data – limitações que criamos para nós mesmos, coisas difíceis de transpor.

O Ás de Espadas fala de você consigo mesmo, de auto superação.

Ele mostra o momento de dar o basta em alguma situação de paralisia ou limitação, em que as coisas não evoluem. Momento de cortar aquilo que impede o progresso, o que quer que seja, abrindo mão de algo que drena para que aquilo que acrescenta possa chegar. 

Junto com o Imperador, ele vem falar sobre a nossa zona de conforto, sobre nossos apegos, nossas limitações – e o momento de encarar e mudar tudo isso para avançar na vida. 

Na área profissional, essa dupla fala sobre vencer a inércia, a insegurança, o medo de mudar ou de falhar. O recado é: supere, mexa-se, mude, senão nada sai do lugar.

No afetivo, é hora de revisar o quanto nossas relações estão servindo de âncora para nós. Observar o quê, dentro da gente, se prende e se apega, e ultrapassar o medo da perda. Às vezes, um relacionamento precisa ser cortado para que nossa vida caminhe; às vezes, uma postura infantil e possessiva precisa ser cortada para que o relacionamento caminhe. Outras vezes, é a estrutura dessa relação que precisa ser mudada.

Para esta semana, fé em Deus e pé na tábua, colocando-se em movimento direto, sem olhar pra trás. 

 

Lara Félix




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *