Cartas da Semana – de 17/02 a 23/02/20

Cartas da Semana – de 17/02 a 23/02/20

A Roda da Fortuna e o 8 de Paus

A Lua míngua e a tônica da Roda da Fortuna fala de encerramento. O que é preciso encerrar para que a vida saia do lugar e volte a ter movimento? O que fez os ciclos da sua vida pararem de se alternar e se tornassem estagnação ou repetição? Solte! É hora de retomar o ritmo e ir em frente! 

Esta carta aponta para surpresas que a vida faz pra nos tirar do lugar. 

Podem ser ótimas novidades ou tristes quedas, porém chegam para sacudir a poeira que impede a Roda da Vida de girar. 

A Roda da Fortuna fala sobre o destino. E o que é o destino? Destino é para onde vamos. É a história que escrevemos enquanto o mundo gira e nos traz oportunidades de experiência e aprendizado. Seja através dos altos e baixos da vida, dos reveses, dos imprevistos, dos presentes – do que não podemos controlar. Assim, esta carta também fala das nossas oscilações emocionais e dos desvios que fazemos na vida em função delas. 

Esta carta revela os revezes e as boas surpresas – coisas que não estão em nossas mãos mas que nos chegam em função de como atravessamos nossos ciclos. Ela fala de tempo, também – “vai levar um ciclo para acontecer”, “só quando você encerrar este ciclo”, “é preciso sair do lugar e dar continuidade ao movimento até o fim”, etc. 

Ela fala das situações que param e das situações que disparam com acontecimentos inesperados: Um novo trabalho destravando a vida material, um novo amor que reabre a vida afetiva depois de muito tempo, ou então as perdas que travam a caminhada num ponto.

Portanto, ela nos alerta para aquela velha história de que tudo o que sobre tem que descer e tudo o que desce um dia vai subir. Chama a nossa atenção para que não nos esqueçamos de que o jogo sempre vira, a situação sempre muda. 

Então não podemos deixar de ser humildes mesmo estando “por cima”, nem otimistas mesmo estando “por baixo”. 

Ela pode estar falando de um momento entre dois ciclos também, o momento de transição desencadeado por acontecimentos que nos chamam de volta ao movimento. 

A Roda da Fortuna vem acompanhada pelo 8 de Paus, carta que também fala sobre movimento, sobre ciclos, pois é a carta da colheita. Ela se refere ao que colhemos através da nossa labuta, do nosso esforço, foi nosso próprio movimento. 

O 8 de Paus convida a seguir nossos instintos e nos adaptar diante daquilo que a vida oferece. 

Como esta carta fala, antes de mais nada, de rapidez e agilidade, também está invocando sua presença de espírito e capacidade de decidir e reagir imediatamente a qualquer oportunidade ou necessidade de adaptação. Se este é um daqueles momentos da vida que você só quer que passe logo, saiba que é você quem decreta o fim da adversidade através da ação.

Na área afetiva, essa combinação pode indicar disputas, conflitos ou discordância (um tentando mudar o outro, por exemplo). E isso leva a um término – de ciclo ou do relacionamento, ou a um novo começo. A situação pode mudar rapidamente, e você deseja essa mudança, mas precisa influenciar os acontecimentos para isso.

No material esta carta indica uma situação em mudança, alertando para a necessidade de atenção às oportunidades e saber reconhecer quando mudar de rumo. Bem como recomenda poupar para momentos de imprevisto que podem exigir gastos a mais. 

É o fim de um ciclo lunar e nos recebem duas cartas que falam sobre mudança de ciclo e tomar atitudes. NOVAS atitudes para um novo começo. Novos rumos ou novas configurações para velhos caminhos. E contem com o inesperado! Ele vem dar uma mãozinha…

Bons ventos pra você e pra nós! 

Lara Félix 

 




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *