Origem Espiritual do Nazismo

Origem Espiritual do Nazismo

A notícia política de maior impacto negativo neste início de ano foi o monstruoso equívoco (ou má intenção) do ex-secretário da Cultura, Roberto Alvim. Ao divulgar o Prêmio Nacional das Artes, copiou trechos de Joseph Goebbels (ministro da propaganda nazista). E pior, utilizou uma ópera de Wagner como fundo musical, reconhecidamente uma das favoritas de Hitler.

O Nazismo e suas representações, aberração histórica da humanidade, ainda persistem. A ascensão global da extrema-direita, através de sua cultura de ódio, intolerância e xenofobia, se faz presente em muitos países. No Brasil, segundo a pesquisadora e antropóloga da Unicamp Adriana Abreu Magalhães, existem 334 células nazistas em atividade (dados de 2019).

Vocês assistiram os filmes “O Pianista”, “A Lista de Schindler”, “A Vida é Bela” e o brasileiro “Olga”? São obras que expressam o horror do Nazismo e os riscos desse extremismo. Entretanto, uma sociedade que incentiva símbolos nacionalistas miticamente está fermentando esse ufanismo louco disfarçado de patriotismo. Basta olhar as redes sociais.

Uma Cidade Diferente

Estes acontecimentos me remeteram ao livro “Francisco de Assis”, pelo espírito Miramez, através da mediunidade de João Nunes Maia. Uma leitura mais do que agradável, repleta de ensinamentos! A vida de “Pai Francisco” é contada em detalhes, com poesia e leveza, sem perder sua profundidade. E num dos capítulos deste livro é descrita a origem espiritual do Nazismo.

De acordo com o espírito Miramez, para o Cristo nascer em nosso planeta, foi necessário uma higienização da atmosfera espiritual. Por fim, espíritos de luz nomeados “engenheiros siderais”, a fim de garantir menos riscos à propagação do Evangelho, assim o fizeram.

Então, dois bilhões de espíritos selvagens foram remanejados para uma comunidade espiritual umbralina chamada “A Cruzada”. Desta maneira, foram presos energeticamente por mil anos.

O desenho físico desta cidade era em forma de cruz. Suas quatro hastes se quebravam de tal forma que formavam o símbolo da suástica nazista. Então, em cada haste foi criado um reino, comandado por um príncipe e um imediato. Haviam nesta comunidade maligna seres de alta envergadura intelectual, magos, artistas consagrados, militares… enfim, especialistas em várias áreas do conhecimento.

Assim, esta egrégora do mal alimentava o ódio e o prazer de vingança contra a humanidade. Ela prometia incendiar e destruir o planeta quando conseguisse se libertar. Mil anos se passaram… e a ação desses espíritos desencadearam acontecimentos dolorosos na Idade Média, como as Cruzadas e a Inquisição.

Hitler foi um dos príncipes

Portanto, ele nasceu na Terra com a finalidade de dominar e assumir seu controle, a partir do Estado Germânico. Os espíritos obedientes ao Führer eram em torno de quinhentos milhões que se dividiam entre os dois planos de existência. Eram falanges que se afinizaram com seu modo de ser, liderança e magnetismo pessoal. Desta forma, teve início a guerra de 1939 a 1945, com suas calamitosas consequências.

Em “O Livro dos Espíritos” (Allan Kardec), perguntas 742 e 743, os espíritos nos esclarecem que enquanto a natureza animal e as paixões prevalecerem, as guerras serão um acontecimento normal no planeta. Por fim, quando os homens compreenderem a justiça e praticarem as Leis Divinas, elas terminarão.

Entretanto, muitos desses espíritos rebeldes ainda estão conosco, encarnados e desencarnados, tentando reviver o sonho de seu comandante. Eles continuam cultivando sua ideologia macabra, infiltrados em frestas familiares, sociais e políticas, atuando por meio de nossas sombras humanitárias.

Onde está nossa voz?

Portanto, se ainda existem sementes nazistas e guerras em nosso planeta, qual a nossa participação? Estamos priorizando nossa natureza instintiva ou espiritual? Estamos lutando por justiça social ou fechando os olhos diante de tantos desequilíbrios e preconceitos? Onde está nossa voz? Há muito por fazer, começando por nós mesmos!

Segundo Martin Luther King, “Quem aceita o mal sem protestar, coopera com ele.”




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Marcio Werneck

Sou administrador e atualmente cursando pós-graduação em TTS (Terapia Transpessoal Sistêmica). Formado em Astrologia pela Gaia Escola de Astrologia/SP e conferencista espírita desde a juventude." WhatsApp: (21) 980079630 e e-mail: mwerneck2009@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *