Poder secreto da Energia Kundalini

Poder secreto da Energia Kundalini

Ao abordarmos um tema tão complexo e desconhecido por muitos, de forma sutil falaremos de uma energia polarizada, a mais poderosa existente na terra.

A energia Kundalini é a força representativa do nosso poder sexual e sagrado de criação.

Trata-se da reflexão acerca de um ensinamento guardado. Para a maioria das pessoas um tabu, tema escurecido pela fogueira das vaidades. Para outros tantos, o salto quântico tão esperado, um possível caminho para a iluminação ou Nirvana para o discípulo.

Estudos comprovam que quando trabalhada corretamente, a Kundalini regenera o corpo energético, emocional, mental. Consequentemente, curando o corpo físico, pois atua no DNA, renovando células e memórias, alcançando reestruturação e elevados níveis de consciência. Assim como, eliminando traumas e vícios.

é uma energia física que fica depositada na base da coluna, no Chackra Sacral. Esse é o caminho rumo ao auto-conhecimento e expansão.

Em seu aspecto espiritual é representada a partir da simbologia da cobra cósmica.

É a energia cósmica que se revela na sexualidade. Tal energia desperta através do segundo chakra e transita entre os nossos centros de força no corpo físico.

De origem Hindu, o termo feminino, tem origem no Sânscrito.

Significado: “enrolada como uma cobra” ou “aquela que tem a forma de uma serpente“

Segundo o Hinduísmo, a Deusa responsável pelo poder de gerar a vida é Kundalini Shakti.

Essa energia sagrada também é representada pelo símbolo do Caduceu. Ele está associado ao equilíbrio moral, ao caminho de iniciação e ao caminho de ascensão da Energia.

É um bastão em torno do qual se entrelaçam duas serpentes, e cuja parte superior é adornada com asas.

O bastão expressa o poder; as duas serpentes, a sabedoria; as asas, a diligência; o elmo é emblemático de pensamentos elevados.

Segundo os ensinamentos tântricos o bastão do Caduceu corresponde ao eixo do mundo e suas serpentes controlam à força Kundalini que vive adormecida e enroscada na base da coluna vertebral.

As duas serpentes entrelaçadas do caduceu também representam o número oito, símbolo do equilíbrio, representando também o eterno movimento cósmico, base de regeneração e do infinito.

Este conhecimento presente em várias culturas, é de fato um poder, que além de biológico se revela espiritual, uma energia adormecida no osso sacro, conectado ao nosso ao nosso centro de força sexual, no chakra sacral mora o berço das nossas relações e ligações emocionais.

Somente libertos das amarras do apego e da ilusão do pecado alcançaremos contato com essa Energia, que só poderá ser acessada no momento certo por aquele que preza pela manutenção adequada da sua energia sexual, e consequentemente: saúde energética.

Com o despertar da Kundalini, a energia atravessa um caminho ascensional através de medula.

Ao subir pela coluna vertebral, atravessará todo o caminho dos chakras, por fim alcançando ao chakra coronário, o sétimo e último Chakra.

Esse processo, não se limita a um processo unicamente espiritual, mas tanto biológico quanto químico. Ele ativa nossas glândulas e regenera nossas células. Similarmente, purifica nossos dutos energéticos, nos colocando em conexão com energias mais elevadas, que agora poderão ser alinhadas ao nosso corpo físico.

Essa oportunidade de auto-conhecimento e essa forma de “calibração da nossa energia pessoal”, nos apresenta a possibilidade de expandir novos dons e aptidões, uma conexão direta com a fonte que poderá verter de acordo com a nossa própria elevação consciencial.

Nessa etapa evolutiva, desenvolvendo bons sentimentos e boas emoções nos tornamos “canais mais limpos”.

Esses canais devidamente harmonizados, poderão sintonizar novas frequências, energias mais sutis que nos permitem co-criar, infinitas possibilidades em diversos aspectos.

A busca por essa conexão pode trazer diversas emoções que devem ser sentidas e processadas e eliminadas.

O processo da ascensão implica em vivenciar suas próprias emoções sem ego preso à matéria, desejos e apegos ao corpo, que nada mais é do que um veículo momentâneo para o espírito – Atman.

A escolha pela evolução do espírito é individual, mas inevitável. Um processo interno de “sutilização do próprio corpo”. Enquanto seres também espirituais, observamos deste ângulo uma nova consciência humana que surge.

A expansão da consciência só é conquistada quando o ciclo de ascensão da energia se completa, a Kundalini é um caminho. Este é um dos nossos primeiros encontros com a realidade.



Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Suzana Cressembine

Suzana Cressembine, 35 anos, terapeuta integrativa, mestre em Reiki, terapeuta floral pelo Instituto Bach International Education Programme. Em 2016 se realizou como terapeuta e palestrante ao realizar cerca de 20 palestras, e 200 atendimentos a mulheres em situação carcerária, no Projeto MUSARE - Mulher, Saúde e Reintegração, no Centro de Ressocialização Feminina de São José dos Campos, SP – onde foram conduzidas experiências com meditação e Reiki. Com mais de 4 anos de atuação como mestre, ofereceu vários cursos em diversos níveis, e tem como especialidade o atendimento a pacientes com dores emocionais crônicas. Associando aos seus atendimentos diversas práticas terapêuticas: meditação, musicoterapia, cromoterapia, numerologia, dentre outras práticas integrativas complementares em saúde - PICS. Nas horas vagas é apreciadora das artes e música, é praticante das Danças Circulares, trapezista e palhaça por formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *