Donald Trump pela Astrologia Tradicional

Donald Trump pela Astrologia Tradicional

O presente artigo tem como referencial a Astrologia Clássica e o sistema de signos inteiros.
O mapa foi portanto pesquisado em diversas fontes, todas com os mesmos dados de nascimento.

Donald Trump pela Astrologia Tradicional
Donald Trump pela Astrologia Tradicional- mapa natal

Quase todos os planetas no hemisfério oriental (eu): ele se põe em primeiro lugar.
O único astro no hemisfério ocidental (os outros) é a Lua (mulheres) na casa 5 (filhos).

O mais importante em princípio é o Ascendente em Leão: confiança, altivez, exuberância.
No último grau fica nos termos de Marte (pequeno maléfico): egocentrismo, arrogância, rispidez.

A poderosa estrela Regulus (Coração do Leão) no Ascendente promete dessa forma elevada posição e riqueza.

Marte em conjunção com o Ascendente mostra um perfil beligerante, autoritário, intransigente.
Marte rege tanto a casas 4 (imóveis) quanto a 9 (fama internacional).

O astro que o representa de fato é o Sol, regente do Ascendente e almuten (vitorioso) da casa 1.
Sol em Gêmeos: mental, eloquente, curioso.

A casa 11 fala sobre amizade. É também a 2 da 10: o dinheiro que entra pelo trabalho e negócios.
Não há dessa maneira grupos aqui, uma vez que não é associada com Aquário.

Sol na casa 11: a motivação primária são os ganhos. Sol/Urano diz então que ele é transgressor.

Se Urano/Netuno/Plutão tivessem sido descobertos antes, teriam sido usados pelos antigos.
O uso deles na Tradicional é contudo opcional, com limites e como estrelas fixas.

Sol em trígono com Júpiter (grande benéfico) protege tanto a saúde quanto beneficia a comunicação.
Os luminares em oposição trazem desafios/conflitos; a presença dos nodos reforça isso.

Lua em Sagitário: gosta de liberdade e aventuras. Na casa 5 (sexo) são muitos filhos.
Lua rege a sinistra casa 12, então, há algo assim na sexualidade.

Na escura casa 12 temos Mercúrio peregrino: complicações com dinheiro, mas que não impedem de ser rico.

Saturno (grande maléfico) refere-se às doenças e aos relacionamentos. Em exílio o que promete será árduo e insuficiente. Tem seu júbilo na casa 12: dos males vem o menor.

Vênus (pequeno benéfico) não está bem por casa e aspecto; fala sobre afetos escondidos.
Rege as casas 3 e 10: as ditas questões vazam e interferem na política.

Direções por Termos tem Marte como cronocrata (senhor do tempo): desafios, competições, confrontos.
Questões mundiais, família e imóveis estão ativados. Marte em trânsito na casa 9 reforça o internacional.

Cronocracia de Vênus nas Profecções deixa em “modo on” questões afetivas com vazamentos públicos.
A Firdária revela um período dos nodos: isso ativa a configuração luminares/nodos no mapa natal.
Donald Trump - Revolução Solar
Donald Trump – Revolução Solar

 

Na Revolução Solar o Ascendente cai na casa 12 natal; Sol na 12 e regente da 12 na 1: limitações, baixa evidência, pandemia. Lua com Marte/Netuno em Peixes traz confusão e desordem. Vênus na 12 repete o padrão do mapa natal.
Ascendente em oposição com Júpiter/Plutão traz questões com justiça, política e meio ambiente.

Em fevereiro de 2021 teremos cinco planetas em Aquário… ele vai sentir essa pressão. Tempos difíceis e desafiadores.



Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Antonio Brito

Antônio Brito é astrólogo com especialização em Astrologia Tradicional (Horária, Eletiva, Mapa Natal e Sinastria). Atua na área desde 1997 e participou como palestrante em diversos congressos: Cinat (2019), Cinastro (2017/2014), Astroconet (2014), Astrológica (2011). É professor da Gaia Escola de Astrologia, onde se formou e ministra aulas desde 2005, além de ser um dos autores do CBA nº 14 sobre Astrologia Horária. www.astrologiaecompanhia.com.br https://www.youtube.com/channel/UCjWftA0tvb4fw4LEY2aadlQ?view_as=subscriber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *