A entrada do Sol em Câncer

A entrada do Sol em Câncer

O presente artigo tem de início como referencial a Astrologia Clássica.
O Sol ingressou no signo de Câncer no dia 21 de junho e representa o início do inverno no hemisfério sul.

Discorre sobretudo sobre tendências para os próximos meses no Brasil.
Esse mapa tem portanto validade até 15 de setembro, até o Sol entrar em Libra.

 

O Ascendente em Áries é o início de uma fase e pede coragem (Marte), confiança (Sol), fé (Júpiter).

O regente do mapa é Marte, em Leão traz a mesma mensagem: ousadia (Marte), segurança pessoal (Sol), sabedoria (Júpiter).

Pequeno maléfico na casa 5 diz que as áreas de diversões, lazer e entretenimentos serão um risco.
Principalmente por também reger a casa 8, mostra sobretudo as mortes em alta.

Marte em oposição com Saturno revela um momento bastante turbulento e com confrontos.
Grande maléfico domiciliado e retrógrado deixa essa oposição ainda mais forte.

Lua em Escorpião (queda) na 8 confirma assim que as mortes continuarão em alta.
Sol no domicílio da Lua e nos termos de Marte reforça esses óbitos.

Mercúrio em Gêmeos (domiciliado) é regente da 3 e na própria, fala sobre fake news.
Por também reger a 6, revela a propensão no momento para doenças respiratórias.

Vênus peregrina diz que a economia não estará nos seus melhores momentos.
Pequeno benéfico na 4 desvela que as diversões ficarão restritas ao ambiente doméstico, e com conhecidos.

Saturno (regente da 10 e 11) remete aos Poderes Legislativo e Executivo: tem cara de CPI da Covid.
A oposição dos maléficos traz confrontos na esfera do Executivo, Legislativo, militares, policiais, milicianos.

Final de junho e primeira quinzena de julho será o período de maior tensão entre os maléficos. Propício para confrontos, golpes e riscos à democracia. A pressão do povo/oposição com o governo irá aumentar.

Júpiter em Peixes (domiciliado) e regente da 12 representa a pandemia.
A regência da 9 mostra que as vacinas, vindas do exterior, são uma solução para a covid-19.

O momento pede fortalecimento interno, uma vez que o externo estará um caos.
Mais uma vez, Júpiter aponta para a solução: ética, fé e sabedoria.




Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Antonio Brito

Antônio Brito é astrólogo com especialização em Astrologia Tradicional (Horária, Eletiva, Mapa Natal e Sinastria). Atua na área desde 1997 e participou como palestrante em diversos congressos: Cinat (2019), Cinastro (2017/2014), Astroconet (2014), Astrológica (2011). É professor da Gaia Escola de Astrologia, onde se formou e ministra aulas desde 2005, além de ser um dos autores do CBA nº 14 sobre Astrologia Horária. www.astrologiaecompanhia.com.br https://www.youtube.com/channel/UCjWftA0tvb4fw4LEY2aadlQ?view_as=subscriber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *