Cartas da Semana – de 10/02 a 16/02/20



Cartas da Semana – de 10/02 a 16/02/20

O Julgamento e o Rei de Copas

O Julgamento fala sobre morte (simbólica) e renascimento (simbólico). É um período de necessária revisão que antecede uma grande transformação interna capaz de afetar a nossa realidade exterior. 

Ele traz uma boa notícia e uma profunda mudança, que afeta todas as áreas da nossa vida.

O Julgamento vem nos recordar que tudo é efêmero, inclusive nós mesmos, e que depois de conhecer uma parte mais ampla do Todo, nossas verdades morrem e nos transformamos através de nossa própria experiência. 

O ciclo de vida em que estivemos chegou ao fim. Agora, contar os mortos e feridos e o  saldo de perdas e ganhos. Avaliar o conjunto de toda a nossa trajetória. Nossas escolhas, nossas razões, nossos erros e acertos, para compreender o que precisa morrer ou ser definitivamente enterrado. 

Nosso próprio eu – esse eu que fomos até hoje – tem aspectos que precisam ser enterrados e outros que podem ser trazidos de volta à vida. 

Igualmente, muitas coisas em nossa vida já ofereceram tudo o que podiam e perderam a utilidade. Se não forem embora, ocuparão um espaço estagnado onde o novo não poderá nascer.  É como um suicídio.

O Julgamento diz que tudo melhora quando usamos nossa experiência como ponto de partida para a transformação e o crescimento. 

Assim, é uma carta que fala de encerramento. E ela vem na Lua Cheia, encerrar aquilo que já não faz sentido nos facilitando a incorporação do novo. Sendo assim, a postura nova, o olhar novo, as novas metas, os novos sentimentos, as novas atitudes, os novos ambientes. 

A recomendação é que estejamos abertos. Para soltar e para abraçar. 

O Julgamento vem acompanhado pelo Rei de Copas, carta que fala de harmonia e estabilidade nas emoções, conquistada com paciência, bondade e perseverança. Ele traz a energia da solidez, da estabilidade, da melhoria. E diz que, precisando de ajuda de qualquer tipo, você a encontrará naqueles que já ocupam o lugar que você almeja. Quer este lugar seja um cargo, um estado de espírito, um relacionamento ou uma sabedoria. 

O Rei de Copas incentiva à dedicação paciente para com aquilo que amamos, tendo o cuidado de não devanear alto demais. 

Ou seja, não querer aquilo que não estamos à altura ainda, e muito menos de imediato. Ao contrário, trabalhar o que pode ser melhorado em nós mesmos para fazer jus àquilo que almejamos, para nos colocar “prontos”. Assim que estivermos prontos, chega. 

Ele também diz que questões incômodas do passado podem ser resolvidas com amor (e com sucesso) neste momento: brigas, inseguranças, inimizades, traumas, perdas, doenças. Tudo é questão de abrir o coração com uma boa dose de realismo e objetividade. 

No mais prático da vida, essa dupla traz:

No amor, uma profunda transformação que traz estabilidade, felicidade e cura emocional. Isso pode acontecer através de uma completa reformulação de um relacionamento já estabelecido ou através da chegada de um novo amor que já está em uma frequência emocional mais elevada.

No profissional, é a oportunidade de se dedicar à sua verdadeira vocação, ou um novo trabalho muito próspero. Ou ainda a saída de um emprego que estivemos “aguentando” por necessidade para que possamos ir em busca do nosso lugar. 

Pessoas podem chegar trazendo boas notícias, auxílio, afeto, propostas ou conselhos para que nos reformulemos exatamente onde estamos. Ou podemos, simplesmente, ter de enterrar tudo e ir para outra realidade do lado de fora mesmo. 

Portanto, é a semana de ver acontecer toda a mudança que estivemos esperando.

Que a Lua Cheia ilumine nosso caminho!

Abençoados sejam!

 

Lara Félix



Deixe seu like e siga nossa Rede Social:
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *